Comunidade do Abraão adere ao Se Liga na Rede

A passagem do Floripa Se Liga Na Rede pelo Abraão vem provocando uma onda de regularização no esgoto das casas e condomínios no bairro. O som de construção é percebido por qualquer um que caminha pelas ruas da segunda localidade escolhida pela Prefeitura de Florianópolis (PMF) e Casan para receber o programa.

Sediados no Salão Paroquial da Igreja do Senhor Bom Jesus desde o dia 29 de novembro, técnicos e engenheiros ficam à disposição da comunidade para tirar dúvidas e realizar inspeções nos imóveis do bairro, que possui rede em operação desde 2017.

Segundo Igor Puff Floriano, engenheiro sanitarista da Echoa Engenharia, empresa responsável pela gestão operacional do programa, o engajamento da comunidade com o Floripa Se Liga Na Rede tem superado todas as expectativas.

“As pessoas estão percebendo a importância de se ligar corretamente ao sistema de esgotamento sanitário e entenderam que estamos aqui na localidade para sermos parceiros, indicando as melhores soluções nos casos em que são constatadas irregularidades”, avaliou.

Assim que recebeu da equipe do programa o diagnóstico de que era preciso uma caixa de gordura para reter os efluentes produzidos nas cozinhas das duas casas do terreno, Maria Custodia da Silveira, 73, mobilizou os filhos para abrirem o chão imaculado há 60 anos e instalar o equipamento novinho.

“O moço explicou que a gordura direto na tubulação pode causar entupimento e a gente tem que fazer a nossa parte. Tem que fazer o certo”, disse a matriarca, residente na Servidão Bom Jesus de Iguape.

Na rua que dá acesso à praia do bairro é possível notar obras em pelo menos mais cinco casas. Tereza Silveira, 63, também decidiu direcionar a tubulação para uma caixa de gordura, após a orientação técnica das equipes do programa.

“Eu tomei banho nesse mar e meu sonho é ver isso limpo de novo”, disse a aposentada.

Morador da Rua Professora Otília Costa há 40 anos, o representante comercial aposentado Tarciso N. da Silva, 78 anos, agradeceu ao apoio técnico por ter resolvido de vez o esgoto da sua residência.

“Eles vieram aqui, fizeram os testes e deram uma solução simples para um problema que parecia complexo”, disse.

 

Programa tem gerado renda

As obras de regularização também tem gerado também emprego e renda. Vilmar Martins, pedreiro de 49 anos, já corrigiu inadequações na rede de esgoto de três imóveis e já foi chamado para fazer orçamento de mais duas.

“Tem muito serviço, não tenho o que reclamar”, comentou o profissional.

Para instalar sua caixa de gordura e comprar a tubulação para se regularizar, Tereza Silveira escolheu a loja de material de construção do bairro.

“Comprei cano, caixa de gordura, tudo ali. Bem mais fácil, né?”, disse.

O Floripa Se Liga Na Rede

O programa ficou 33 dias no bairro Bom Abrigo antes de ir para o Abraão. Nesta segunda localidade, a previsão inicial da PMF era de que as equipes ficassem entre os dias 29 de outubro e 29 de novembro. A pedido da Associação de Moradores do Bairro Abraão (Amba), o prazo foi prorrogado até 14 de dezembro, com o objetivo de que mais moradores sejam atendidos.

O trabalho das equipes consiste em realizar o diagnóstico de rede e, se constatada alguma irregularidade, orientar tecnicamente sobre o que deve ser feito para corrigir o problema. Se o morador não possui um contato para realizar a obra, o representante do programa enrtega uma lista com mais de 40 nomes de empresas e profissionais que foram capacitados para obras de regularização (também disponível no site www.pmf.sc.gov.br/seliganarede).

O Programa, através de convênio entre PMF, Casan e Caixa Econômica Federal, possibilita que o proprietário do imóvel contrate o Cartão Se Liga Na Rede, um financiamento inédito no país que cobre tanto material de construção quanto mão de obra em até 60x com juros reduzidos.

Texto e fotos Marcone de Souza Tavella 

 

Leave A Comment