Se Liga na Rede: número de ligações irregulares no Abraão cai 31%

Este percentual deve aumentar nos próximos meses, pois proprietários de 113 edificações que não agendaram inspeções serão intimados pela Vigilância em Saúde a atestarem a regularidade 

O balanço foi concluído esta semana pelo Se Liga, que permaneceu seis meses no Abraão, com base fixa no salão da Igreja Senhor Bom Jesus. Durante este período, a presença dos técnicos deu uma nova cara ao bairro. Com rede coletora de esgoto recente, operando desde o início de 2017, muitos moradores ainda possuíam fossa ativa ou lançavam efluentes na galeria de drenagem.

Por isto não foi surpresa quando as inspeções constataram que nove em dez imóveis apresentavam alguma irregularidade na ligação de esgoto (88%).

“O bairro abraçou o programa como nenhum outro até agora. Fomos bem acolhidos, as pessoas confiaram no nosso trabalho e se mobilizaram para cessar os problemas que causam prejuízos à saúde pública e ao meio ambiente. Saímos realizados pelo resultado e pela relação que estabelecemos com muitos moradores daqui”, disse o engenheiro sanitarista e ambiental Igor Puff Floriano, da ECHOA Engenharia, empresa que faz a gestão do programa.

As equipes visitaram as unidades que agendaram atendimento, diagnosticaram as irregularidades e orientaram os proprietários sobre boas práticas na ligação à rede coletora. O resultado é a redução de 31% no número de imóveis com problemas: ao longo de seis meses, 100 edificações se regularizaram a partir da consultoria do programa. Também uma parcela que não consta no balanço iniciou os procedimentos para a correta conexão à rede

OS FALTOSOS Em seis meses, 113 edificações não solicitaram a vistoria do programa.  O engenheiro Floriano explica que não é possível afirmar se estes imóveis estão regulares ou irregulares, pois os proprietários não procuraram o Se Liga, mesmo após terem recebido na caixa de correio três avisos do programa.

Todas as informações colhidas pelas equipes do Floripa Se Liga Na Rede serão repassadas para a Vigilância em Saúde, Floram e Casan, de acordo com cada ocorrência. Os casos de imóveis que não receberam inspeção serão destinados ao órgão sanitário que poderá intimar o morador a regularizar sua situação, sob pena de multa.

EM DIA Os moradores que corrigiram os problemas verificados pelo programa receberam das mãos dos técnicos da Declaração de Regularidade, documento que atesta que o imóvel está de acordo com as normas técnicas e a legislação.

CONFIRA

Floripa Se Liga Na Rede – Bairro Abraão

(Período entre 29/10/2018 e 18/04/2019)

– Nº de edificações (casas, estabelecimentos comerciais, prédios, condomínios) comunicados sobre a presença do Floripa Se Liga Na Rede no bairro – 503

– Inspecionados – 390

– Imóveis não inspecionados -* 113

– Endereço com obra ou terreno baldio – 57

*São imóveis em que o proprietário não agendou inspeção ou não permitiu a vistoria no imóvel.

 

Dos 390 imóveis inspecionados

– 160 (41,03%) Regulares*

– 230 (58,97%) Irregulares

*Entre os imóveis regulares, 100 corrigiram os problemas após consultoria do programa. Os outros 60 estavam regulares na primeira visita técnica efetuada pelas equipes.

 

Irregularidades mais encontradas (nº de casos)*

1) Inadequação envolvendo caixa de gordura – 252

(Ausência do dispositivo, equipamento sem sifão, com infiltração, etc)

2) Conectado parcialmente à rede – 116

(Situação em que o imóvel está ligado na rede, mas ainda possui fossa ativa ou não foi possível identificar)

3) Não conectado à rede – 99

(Situação em que o imóvel está ligado a um sistema individual de tratamento, como fossa ou sumidouro)

4) Esgoto conectado à rede pluvial – 70

(Situações em que o esgoto do imóvel está sendo lançado na galeria de drenagem, que conduz água da chuva para rios e mares)

*Considere que alguns imóveis tinham mais de um problema.

 

Com informações fornecidas pelo assessor de Comunicação do Projeto Floripa se Liga na Rede, Marcone de Souza Tavella  (fotos).

 

 

 

 

Leave A Comment